Beleza Extraordinária

Como cuidar do cabelo e da pele na gravidez: espinhas, cravos, oleosidade e queda dos fios podem piorar durante a gestação? Descubra

  • Descubra se a oleosidade da pele e a queda de cabelo podem piorar durante a gravidez (Foto: Shutterstock)
  • Durante a gravidez, os cabelos podem ficar mais volumosos e crescer mais rápido, enquanto a queda, geralmente, acontece nos 3 meses após o parto (Foto: Instagram @ellabrooksblog)
  • A pele do rosto e os cabelos podem ficar mais oleosos durante a gravidez por causa do aumento dos hormônios (Foto: Instagram @olaj_arel)
Tela cheia
Previous Next
Descubra se a oleosidade da pele e a queda de cabelo podem piorar durante a gravidez (Foto: Shutterstock)
  • Descubra se a oleosidade da pele e a queda de cabelo podem piorar durante a gravidez (Foto: Shutterstock)
  • Durante a gravidez, os cabelos podem ficar mais volumosos e crescer mais rápido, enquanto a queda, geralmente, acontece nos 3 meses após o parto (Foto: Instagram @ellabrooksblog)
  • A pele do rosto e os cabelos podem ficar mais oleosos durante a gravidez por causa do aumento dos hormônios (Foto: Instagram @olaj_arel)

Cuidar do cabelo e da pele na gravidez é mais do que essencial. Além de levantar a autoestima das gestantes, a pele merece cuidados extras para evitar as temidas estrias e celulites - que podem surgir por conta da elasticidade - enquanto a pele do rosto pode ficar mais oleosa, abrindo espaço para cravos e espinhas. Enquanto isso, os cabelos também precisam de um pouco mais de atenção, pois podem ficar mais secos, finos ou sofrerem com a queda - o que vai depender de cada mulher. Confira o que muda na gestação e como cuidar de cada parte do corpo!

Oleosidade da pele e queda de cabelo podem piorar na gestação? 

Em cada mulher, as mudanças podem ser diferentes, mas a maioria fica com a pele mais sensível e oleosa, além de ficar propícia ao surgimento de manchas escuras, como o melasma, por causa do aumento da pigmentação, principalmente no rosto. Enquanto isso, os cabelos também podem ficar mais oleosos, além de mudam de textura e volume. Confira os detalhes. 

Oleosidade: a pele pode ficar levemente mais oleosa durante a gravidez. Isso acontece por causa da ação do estrogênio, que age sobre as glândulas sebáceas, responsáveis pela oleosidade. 

Espinhas e cravos: se a pele fica mais oleosa, podem surgir alguns cravos e acnes, principalmente para quem já tinha tendência de acne adulta antes de ficar grávida.

Queda de cabelos: pelo mesmo motivo da pele, os cabelos também podem ficar mais oleosos, mas a grande diferença é que eles também mudam de textura e podem ficar mais volumosos e brilhantes, além de crescerem mais rápido. A queda capilar, na verdade, acontece até 3 meses após o pós-parto, para "compensar" toda a quantidade de cabelo que cresceu nos meses da gestação. 

Como cuidar corretamente da pele oleosa, das acnes e dos cabelos durante a gestação? 

Agora que você já sabe o por quê das mudanças que acontecem durante a gravidez, é importante saber tratar pele e cabelo corretamente, para não correr o risco de afetar o bebê ou causar irritações na pele. Os três primeiros meses da gestação são os mais importantes porque qualquer produto na pele é absorvido pelo bebê. Confira as dicas:

Pele:

- A primeira dica é pausar qualquer tratamento de pele que esteja fazendo nos 3 primeiros meses, principalmente aqueles com ácidos.

- Os cremes hidratantes faciais e corporais, além do protetor solar, estão totalmente liberados e são super bem-vindos para evitar celulites, estrias e manchas solares, como o melasma.

- Para remover a maquiagem, escolha demaquilantes leves como a água micelar, que não contém álcool e é mulifuncional: além de limpar a pele, ela também hidrata a purifica, reequilibrando o pH do rosto e evitando oleosidade.

Cabelo:

- Para as grávidas que sofrem com os fios arrepiados, eles na verdade, são os fios novos que estão nascendo. Para lidar com eles, a dica é aplicar um óleo ou leave-in anti-frizz na hora da finalização e caprichar na rotina de hidratação.

- Outra dica para lidar com os fios arrepiados é usar um finalizador com proteção térmica, antes do secador ou da chapinha, para proteger os fios do ressecamento do calor.

- Para contornar a oleosidade do couro cabeludo, aposte no shampoo para cabelos mistos, que remove a oleosidade da raiz enquanto hidrata as pontas que podem ficar secas.  

- Para quem está sofrendo com a queda de cabelo excessiva, a dica é procurar um Tricologista para conferir se há problemas além dos hormonais.

Redação: Beatriz Doblas

Temas relacionados
Óleo + Creme de pentear

Descubra os benefícios da misturinha