Beleza Extraordinária

Como cuidar de espinha inflamada? Dicas para aliviar a vermelhidão e inchaço

  • Aprenda a cuidar da pele com espinhas inflamadas (Foto: Instagram @lorealskin)
Tela cheia
Previous Next
Aprenda a cuidar da pele com espinhas inflamadas (Foto: Instagram @lorealskin)

O cuidado diário com a pele - incluindo limpeza, hidratação e proteção solar - é fundamental para deixá-la lisinha e evitar o surgimento de espinhas. Mas você sabe o que fazer quando a espinha já apareceu? Pode ser tentador cutucar a região inflamada ou mesmo espremê-la, mas essa pode não ser uma boa ideia.

A gente conta tudo o que você precisa sobre como cuidar de espinha inflamada. Separamos algumas dicas para você aprender o que fazer e o que não fazer quando surgem aquelas indesejadas espinhas na pele. Se você quer saber como minimizar o problema e deixar a pele bonita e lisinha novamente, vem conferir.

1- Evite mexer ou espremer a espinha inflamada

Na verdade, o ideal é não tentar espremer nenhum tipo de espinha na pele. O principal motivo para isso é que cutucar ou espremer cravos e espinhas pode criar cicatrizes que viram as temidas marquinhas na pele - e pode ser muito mais trabalhoso lidar com isso depois. Além disso, quando você espreme uma espinha, cria uma porta de entrada para bactérias que podem criar uma inflamação no local. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por L'Oréal Paris Skincare (@lorealskin) em

2- Mantenha sua rotina de cuidados com a pele

Quando surge uma espinha inflamada, é fundamental manter a sua rotina de cuidados com a pele, já que isso ajuda a mantê-la saudável. Para evitar que a inflamação se intensifique, é importante focar bastante na limpeza da pele - mas isso não significa que você deva deixar a hidratação de lado, ok? Se você costuma usar produtos à base de óleo, é melhor evitar o uso deles em cima da espinha.

3- Cuidado ao esfoliar a pele com espinhas

Se você faz esfoliação da pele semanalmente e apareceu uma espinha, não precisa deixar de fazer esse cuidado. Mas é preciso tomar cuidado para não machucar a área inflamada enquanto esfolia o rosto. Por isso, a dica é esfoliar o restante do rosto, evitando esfregar os grãos sobre a espinha e tomando bastante cuidado quando esfoliar a região ao redor dela. 

4- Evite usar maquiagens em cima da espinha

Se você é daquelas que não abrem mão da maquiagem no dia a dia, é preciso tomar alguns cuidados quando aparece uma espinha. O ideal é evitar usar qualquer tipo de maquiagem sobre a região inflamada, já que isso pode aumentar a inflamação. Se não for possível ficar totalmente sem maquiagem, prefira os produtos livres de óleos e evite fazer muitas camadas sobre a espinha.

5- Consulte-se com o seu dermatologista

Se você costuma ter espinhas com frequência, é recomendado procurar um dermatologista para investigar a causa do problema e a melhor forma de tratá-lo. Ele pode indicar o melhor produto de uso local para o seu tipo de pele - afinal, todo mundo quer que as espinhas sequem bem rápido, né? - e outros tratamentos contínuos para evitar que novas espinhas apareçam.

Redação: Gabrielle Nunes

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!