Beleza Extraordinária

Como começar a ficar loira: um guia para conseguir o tom de loiro ideal

  • Ser loira é desejo de muitas mulheres brasileiras. Chegar ao tom ideal pode exigir paciência mas é fundamental para manter os fios saudáveis.
Tela cheia
Previous Next
Ser loira é desejo de muitas mulheres brasileiras. Chegar ao tom ideal pode exigir paciência mas é fundamental para manter os fios saudáveis.

Ter cabelos loiros é o desejo de muitas brasileiras. O tom claro é sempre um dos mais pedidos nos salões do país, independente da estação. Apesar de popular e muito desejado, mudar drasticamente o tom dos cabelos pode ser assustador quando o a cor natural das madeixas é escura, como no caso da maioria das brasileiras. Porém, com a variedade de colorações e técnicas para clarear os fios, é possível chegar ao loiro desejado gradualmente.

Passo 1: Tenha em mente a cor ideal

Para escolher seu loiro ideal, é fundamental levar em consideração a cor de pele e dos olhos, definindo se são tons frios ou quentes. O tipo de pele precisa combinar com o cabelo para que o resultado final fique harmônico. O loiro dourado, por exemplo, ressalta o bronzeado de quem tem o tom de pele quente, mas ressalta olheiras e a palidez das peles frias.

A cabeleireira Maria Oliveira alerta que nem sempre o resultado é o esperado: "algumas clientes querem ficar loiras mas não sabem o que fazer para atingir a tonalidade desejada, então eu indico sempre luzes nas pontas ou um balayage para que ela tenha uma ideia real de como o cabelo fica claro. As vezes, elas não sabem ao certo se vão gostar".

Passo 2: Mantenha o cabelo saudável e analise seu estado pré-clareamento

Antes de colorir, é preciso tratar os cabelos. Se os fios estiverem quebrados, porosos ou elásticos, além do processo não dar certo, o clareamento pode enfraquecer ainda mais as madeixas já danificadas. Geralmente mudanças de tom nos cabelos acontecem em etapas, por isso é importante tratar durante e pós clareamento com hidratações frequentes usando produtos específicos para os fios loiros.

A cabeleireira alerta que quem faz tratamentos como alisamentos e permanentes precisa ficar atenta à incompatibilidade entre as substâncias: "é preciso prestar atenção aos tratamentos químicos pois o processo de clareamento pode fazer o cabelo pode cair ou mudar de textura. O ideal é manter com escova até atingir o resultado ideal e depois conversar com um profissional para ver se é aconselhável fazer um alisamento", explicou.

Passo 3: clareie aos poucos até conseguir o tom ideal

Maria Oliveira conta que para clarear cabelos mais escuros, o ideal é começar pela neutralização dos tons avermelhados. "É uma questãoa de fazer por etapas, abrir mechas e tonalizar. Os cabelos escuros tendem a puxar para o vermelho, e é preciso neutralizar esse pigmento avermelhado logo depois da descoloração. Isso mexe com o estado saudável do cabelo". explicou.

A cabeleireira conta que o processo deve ser feito com intervalos que variam de acordo com a resitência dos reflexos e o resultado almejado: "um cabelo precisa estar saudável para conseguir abrir as tonalidades, mas existem alguns fatores além dos cuidados aos fios. Existem cabelos que só clareiam um tom por vez e vai ser preciso de adaptar ao 'humor' do fio para conseguir o resultado, o que acaba gerando mais sessões de clareamento para que as madeixas consigam passar do fundo avermelhado para o dourado". A profissional indica tonalidades mais discretas para quem quer se adaptar ao loiro para depois ir descolorindo aos poucos.

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema