Beleza Extraordinária

Co-wash pode ser feito em qualquer tipo de cabelo? Descubra!

  • Para quem tem cabelo oleoso, a dica é alternar o co-wash com a lavagem com shampoo para que os fios não fiquem pesados (Foto: Pixelformula)
  •  Em dúvida sobre que tipo de cabelo pode recorrer à técnica do co-wash? Confira a matéria! (Foto: Pixelformula)
  • O co-wash pode ser feito em qualquer tipo de cabelo e ainda conta com muitos benefícios para quem pratica atividades físicas (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Para quem tem cabelo oleoso, a dica é alternar o co-wash com a lavagem com shampoo para que os fios não fiquem pesados (Foto: Pixelformula)
  • Para quem tem cabelo oleoso, a dica é alternar o co-wash com a lavagem com shampoo para que os fios não fiquem pesados (Foto: Pixelformula)
  •  Em dúvida sobre que tipo de cabelo pode recorrer à técnica do co-wash? Confira a matéria! (Foto: Pixelformula)
  • O co-wash pode ser feito em qualquer tipo de cabelo e ainda conta com muitos benefícios para quem pratica atividades físicas (Foto: Pixelformula)

Você já ouviu falar no co-wash? Abreviação de "conditioner washing", essa técnica muito usada entre as gringas consiste em lavar o cabelo com condicionador para remover as impurezas sem prejudicar a oleosidade natural dos fios. Mas, apesar de seus benefícios tão comentados, uma dúvida muito comum é sobre que tipo de cabelo pode recorrer a esse procedimento e abrir mão do shampoo na hora da lavagem. Confira a matéria para descobrir!

Cabelos crespos e cacheados são os mais beneficiados pela técnica do co-wash

A maior vantagem da técnica de co-wash é promover uma limpeza mais suave no cabelo. Como o shampoo contém agentes limpantes mais fortes, na hora de tirar as impurezas do couro cabeludo, ele pode remover a oleosidade natural dos fios e acabar aumentando o ressecamento. 

Por causa do formato anelado - que impede que a oleosidade do couro cabeludo chegue até às pontas -, os cabelos cacheados e crespos são os mais afetados por esse problema. Por isso, além de caprichar na rotina de hidratação e nutrição, uma boa alternativa para quem tem essa textura é recorrer à lavagem com condicionador. Além de ajudar a eliminar o aspecto seco do comprimento, essa técnica também deixa as madeixas mais sedosas, definidas e faz com que fiquem mais fáceis de desembaraçar.

Técnica deve ser feita com cautela por quem tem cabelos oleosos ou problemas no couro cabeludo 

Embora o co-wash seja mais famoso entre as cacheadas e crespas, isso não significa que apenas quem tem cachos pode aderir à técnica: ela também garante benefícios para qualquer tipo de cabelo, dos mais lisos aos bem crespos, desde que as particularidades de cada fio sejam respeitadas.

Para quem tem as madeixas muito oleosas, por exemplo, a dica é não suspender o uso do shampoo por muitos dias e alternar o co-wash com a limpeza tradicional durante a semana. Já para aquelas que apresentam algum tipo de problema no couro cabeludo, o ideal é consultar um dermatologista ou tricologista para ter certeza de que a lavagem com condicionador não vai piorar o quadro. 

Co-wash garante benefícios para quem pratica atividades físicas

Se você é do tipo que não abre mão da lavagem com shampoo e faz atividades físicas constantemente, vale recorrer ao co-wash em alguns dias da semana para não acabar agredindo o cabelo com as limpezas diárias. 

Para quem tem madeixas ressecadas, a dica é lavar uma ou duas vezes na semana com o shampoo e usar o condicionador nas demais lavagens depois da academia ou prática de esporte. Já para quem tem fios mistos ou oleosos, o truque é fazer a limpeza alternando os dois produtos para que o cabelo não fique pesado e nem prejudicado pelo uso constante do sulfato. 

Temas relacionados
Cicatrização capilar:

o que é e por que apostar? Confira!