Beleza Extraordinária

Chapinha, babyliss ou secador: como escolher o melhor aparelho para levar na mala em uma viagem?

  • Potência e praticidade são as duas palavras de ordem na hora de escolher modeladores para uma viagem. Além da força para alisar ou cachear, aparelhos multifuncionais ou dobráveis facilitam a vida durante férias e passeios
Tela cheia
Previous Next
Potência e praticidade são as duas palavras de ordem na hora de escolher modeladores para uma viagem. Além da força para alisar ou cachear, aparelhos multifuncionais ou dobráveis facilitam a vida durante férias e passeios

Chapinha, secador e babyliss são os modeladores de cabelo mais lembrados pelas mulheres na hora de fazer a mala. Na dúvida de qual levar, é preciso pensar que o acessórios escolhido precisa ser prático, compacto e cumprir com eficiência sua função. Para a personal organizer Alana Borges, o ideal é optar apenas por uma ferramenta e aproveitar o espaço na mala com inteligência: "escolha um aparelho que já esteja habituada a usar. Não adianta levar um secador porque é dobrável e menor que uma chapinha quando não se sabe fazer escova. O resultado não vai ser o esperado. A intenção é facilitar na viagem, não causar preocupação porque o cabelo não está do jeito que costuma ser".

Potência e praticidade do aparelho: itens importantes na hora de escolher

Uma das opções mais populares entre quem viaja são as versões mini ou compactas, conhecidas por terem potência menor que aparelhos profissionais, mas que ajudam na estilização dos fios fora de casa. Apesar disso, já é possível achar equipamentos que são mais práticos e mantêm a força de alisamento: "a potência é o diferencial da chapinha, secador ou babyliss escolhido para a viagem. Já existem alguns que são compactos e que têm a mesma força dos modeladores profissionais, estes são um bom investimento. A praticidade também é importante, não dá para escolher uma prancha muito pequena que seja difícil de manusear. Demora mais a alisar e ainda pode estragar o cabelo", explicou a cabeleireira Fernanda Sá.

Versatilidade ajuda a diminuir o volume de equipamentos de cabelo na mala

Para escolher uma ferramenta ainda mais versátil, Fernanda aconselha a apostar em modeladores funcionais, como escovas rotativas, que possuem duas ou mais funções em um mesmo aparelho. De acordo com a cabeleireira, é possível levar em consideração até equipamentos que não são feitos originalmente para variar o visual, como a chapinha, que também pode ser usada para cachear as madeixas.

Tomadas e voltagem precisam de atenção extra

Além da potência e praticidade, na hora de escolher que modelador levar para uma viagem, pense na voltagem do local escolhido para visitar. De acordo com a personal organizer Alana Borges, muitas pessoas esquecem de levar adaptadores e dar preferência a aparelhos bivolt, e terminam com um equipamento que ocupa espaço na mala sem ter função durante o passeio. Para evitar casos como esses, a consultora indica fazer uma pesquisa rápida sobre o local escolhido antes do embarque para saber se haverá necessidade de adaptadores de tomada e conversores de voltagem.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!