Beleza Extraordinária

Comprimento dos cabelos crespos: os fios podem ficar longos e crescer até a cintura?

  • É possível ter cabelos crespos e longos, como os da cantora Wynter Gordon. Para deixar as madeixas crescerem saudáveis, aposte em produtos hidratantes e evite hábitos que causem frizz e quebra, como prender o cabelo de forma errada
Tela cheia
Previous Next
É possível ter cabelos crespos e longos, como os da cantora Wynter Gordon. Para deixar as madeixas crescerem saudáveis, aposte em produtos hidratantes e evite hábitos que causem frizz e quebra, como prender o cabelo de forma errada

Cabelos longos são um dos estilos preferidos das brasileiras. Apesar da tendência do long bob e dos curtos, como o pixie e "corte joãozinho", esse visual ainda conquista o coração das mulheres, independente do tipo de madeixas. Para quem tem fios crespos, o desafio de ter os cabelos na altura da cintura é ainda maior, já que estrutura do afro favorece um crescimento para cima com cachos muito pequenos, o que pode diminuir em até 75% o volume real depois de modelados e secos.

Genética influencia no poder de crescimento dos cabelos

O fator principal que permite que os crespos cheguem até a cintura é o ciclo de crescimento do cabelo, que pode durar de dois a sete anos, de acorco com a genética de cada um. De forma geral, as madeixas crescem cerca de um centímetro ao mês mas dependendo das etapas de crescimento, é possível conseguir fios longos mais rápido. "O ciclo passa pelas fases anágena (de crescimento), catágena (de estabilidade) e telógena (de queda). Algumas alterações metabólicas como a deficiência ou hiperprodução de hormônios e outros nutrientes afetam a primeira etapa do processo e ela pode ser encurtada", explica a dermatologista Cynthia Meyrelles.

Ciclo do cabelo influencia no potencial de crescimento dos fios

Essa duração também influencia no comprimento alcançado pelas madeixas. Quando o ciclo é encerrado, o fio cai da raiz, dando espaço para o nascimento de outra fibra capilar. Em números, é como se o cabelo de quem tem um ciclo de vida capilar de sete anos pudesse crescer 84 centímetros (um ao mês, sem contar cortes e quebras) enquanto quem tem ciclo de dois anos, apenas 24 centímetros. Isso significa que para as pessoas cujas etapas duram mais tempo, existem mais possibilidades de ter madeixas na altura da cintura do que as pessoas que têm um ciclo de curta duração porque o cabelo permanece em etapa de crescimento por mais tempo.

O comprimento terminal é, de acordo com alguns profissionais, o nome dado ao tamanho máximo em que os fios conseguem crescer com aspecto bonito e sem pontas mais finas que o resto das mechas - e que é determinado no ciclo do cabelo. Esse potencial genético pode ser influenciado por químicas e quebras mecânicas, como penteados muito apertados ou acessórios usados de forma errada.

Truques ajudam a conquistar cabelos longos

Alguns hábitos podem ajudar a manter os fios saudáveis durante o crescimento e evitar o corte para tirar pontas duplas e ressecamentos. Entre as opções estão hidratações semanais e tratamentos reconstrutores à base de queratina ou outros tipos de aminoácidos. Evite processos químicos e, o uso constante de chapinha e secador, e aposte em fronha de cetim para diminuir o frizz e o embaraçado.

Idas ao salão também podem ajudar durante esse período de crescimento: "cortes repicados, principalmente com a navalha, deixam os cabelos desiguais e precisam de manutenção constante. Como as pontas ficam mais ralas que a extensão, surgem mais facilmente ressecamentos e pontas duplas. Não aconselho para quem está deixando crescer", explicou a cabeleireira, especializada em madeixas afro, Eliane Henrique. Para a profissional, apesar de enfraquecer, a química pode ajudar as mulheres que desejam um caimento diferente: "o afro costuma crescer para cima e para os lados. Quem deseja um cabelos longos e não tem fios com peso, pode fazer um relaxamento pra tirar um pouco do volumoso natural".

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais