Beleza Extraordinária

Cabelos loiros em todas as idades: descubra o melhor tom para cada faixa etária

  •  Apesar da cor dos cabelos não estar diretamente relacionada à idade, uma tonalidade errada pode acentuar sinais, marcas de expressão e manchas na pele, enquanto o tom certo suaviza e ilumina o rosto, garantindo um visual mais jovem ao disfarçar pequenas imperfeições
  • Entre os vinte e o trinta anos, é a fase em que tudo é permitido.   A dica é manter as madeixas o mais natural possível, mas o loiro claríssimo também está liberado, desde que a aparência não fique vulgar
  • Devido à correria do dia a dia, os reflexos em tons de loiro acinzentado ou dourado surgem como boa opção para mulheres entre trinta e quarenta anos, já que exigem menos retoques
  • À partir dos quarenta anos, menos é mais. Garanta um visual natural com mechas finas ao redor do rosto e disfarce os fios brancos com reflexos em tons de loiro claro, como o bege e o champagne
  • Depois dos cinquenta anos, os fios brancos se tornam predominantes e os reflexos já não são capazes de camuflá-los sozinhos. Esta é a hora de colorir os cabelos desde a raiz, mas sem deixar de lado os reflexos
Tela cheia
Previous Next
Apesar da cor dos cabelos não estar diretamente relacionada à idade, uma tonalidade errada pode acentuar sinais, marcas de expressão e manchas na pele, enquanto o tom certo suaviza e ilumina o rosto, garantindo um visual mais jovem ao disfarçar pequenas imperfeições
  •  Apesar da cor dos cabelos não estar diretamente relacionada à idade, uma tonalidade errada pode acentuar sinais, marcas de expressão e manchas na pele, enquanto o tom certo suaviza e ilumina o rosto, garantindo um visual mais jovem ao disfarçar pequenas imperfeições
  • Entre os vinte e o trinta anos, é a fase em que tudo é permitido.   A dica é manter as madeixas o mais natural possível, mas o loiro claríssimo também está liberado, desde que a aparência não fique vulgar
  • Devido à correria do dia a dia, os reflexos em tons de loiro acinzentado ou dourado surgem como boa opção para mulheres entre trinta e quarenta anos, já que exigem menos retoques
  • À partir dos quarenta anos, menos é mais. Garanta um visual natural com mechas finas ao redor do rosto e disfarce os fios brancos com reflexos em tons de loiro claro, como o bege e o champagne
  • Depois dos cinquenta anos, os fios brancos se tornam predominantes e os reflexos já não são capazes de camuflá-los sozinhos. Esta é a hora de colorir os cabelos desde a raiz, mas sem deixar de lado os reflexos

As brasileiras são fãs de cabelos loiros, e quando pensam em mudar o visual, a primeira opção que vem à cabeça é clarear os fios. No entanto, nem sempre a cor escolhida é a ideal para favorecer o visual. Afinal, a cor do cabelo precisa se adequar à personalidade, ao tom da pele e até mesmo à idade de cada mulher. Confira qual a tonalidade de loiro mais indicada para cada faixa etária.

Apesar da cor dos cabelos não estar diretamente relacionada à idade, é preciso estar atenta a este detalhe, pois uma tonalidade inadequada pode dar a impressão de uma aparência mais abatida, enquanto o tom ideal tem o efeito contrário. "A cor errada pode acentuar sinais, marcas de expressão e manchas na pele. Já o loiro que suaviza e clareia o rosto garante um visual jovial, pois disfarça as imperfeições da pele", explica o hairstylist Glecciano Luz.

Reflexos iluminam o rosto e garantem aparência jovial


Entre os vinte e os trinta anos, é a fase em que tudo é permitido. "As pessoas mais jovens ficam mais bonitas com tons suaves, mas elas podem arriscar sem medo", garante a hairstylist Ana Paula Nesi. A dica é manter as madeixas o mais natural possível, escolhendo tons que puxem para o loiro médio, como o dourado ou o caramelo. O loiro claríssimo, como o platinado, também está liberado, desde que a aparência não fique vulgar e não pese o visual.

Com a correria do dia a dia, é fundamental escolher uma coloração que proporcione uma aparência jovem, mas que não demande de muito tempo. Por isso, para mulheres entre trinta e quarenta anos, reflexos em tons de loiro-cinza ou dourado surgem como uma boa opção, já que exigem menos retoques. "As mechas ficam ótimas em qualquer idade, e são perfeitas para dar movimento e volume aos fios", afirma o profissional do Espaço Glecciano Luz.

Mechas mais claras disfarçam o aparecimento de fios brancos


Uniformizar o tom dos cabelos tende a envelhecer a aparência. "O loiro todo por igual não se usa mais. O certo é intercalar mechas, dois tons acima do fundo, para dar profundidade à cor", explica a hairstylist do Studio de Beleza Sonia Nesi. Mas, a partir dos quarenta anos, menos é mais. Garanta um resultado natural com reflexos ao redor do rosto, e disfarce o aparecimento dos fios brancos com mechas em tons de loiro claro, como o champagne e o platinado.

Depois dos cinquenta anos, os fios brancos se tornam mais predominantes, e apenas os reflexos já não são capazes de camuflá-los. Esta é a hora de colorir os cabelos desde a raiz, mas sem abrir mão dos reflexos. Mas tenha atenção durante o processo. Mulheres mais velhas têm os fios mais frágeis. E se a descoloração já deixa os cabelos ressecados em qualquer idade, nesta fase, eles exigem cuidados redobrados.
Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais