Beleza Extraordinária

Cabelo nos mínimos detalhes: veja os danos microscópicos dos fios

  • Os danos causados no cabelo pelo clima e procedimentos químicos são invisíveis a olho nu, mas podem ser vistos com microscópio
  •  Em imagens de um fio saudável é possível observar as escamas da fibra do cabelo fechadas. Isso significa que as madeixas tem o pH equilibrado, além de estarem nutridos e hidratados, o que deixa as cutículas "seladas".
  • Normalmente, quem faz algum tipo de tratamento como tintura ou alisamento mas mantém os fios cuidados costuma ter essas escamas levemente levantadas como resultado do dano causado por esses procedimentos
  • O estado seguinte das cutículas da fibra capilar já é considerado como ressecamento e porosidade. Isso acontece porque as escamas estão abertas e não conseguem "segurar" a umidade, deixando os fios ásperos, sem brilho e com aspecto diferente.
  • Quando o cabelo quebra, ele parece uma corda arrebentada, em que as partes ficam de diferentes tamanhos. Isso pode acontecer pelo modo como o cabelo é penteado e estilizado.
  • Outro efeito interessante de observar no microscópio são as pontas duplas, que se destacam ainda mais quando vistas em alta definição.
  • No microscópio, os nós do cabelo se parecem com o de cordas. As madeixas ficam embaraçadas e dificeis de pentear, pedindo cuidados especiais, como uso de cremes de pentear e hidratações mais frequentes.
Tela cheia
Previous Next
Os danos causados no cabelo pelo clima e procedimentos químicos são invisíveis a olho nu, mas podem ser vistos com microscópio
  • Os danos causados no cabelo pelo clima e procedimentos químicos são invisíveis a olho nu, mas podem ser vistos com microscópio
  •  Em imagens de um fio saudável é possível observar as escamas da fibra do cabelo fechadas. Isso significa que as madeixas tem o pH equilibrado, além de estarem nutridos e hidratados, o que deixa as cutículas "seladas".
  • Normalmente, quem faz algum tipo de tratamento como tintura ou alisamento mas mantém os fios cuidados costuma ter essas escamas levemente levantadas como resultado do dano causado por esses procedimentos
  • O estado seguinte das cutículas da fibra capilar já é considerado como ressecamento e porosidade. Isso acontece porque as escamas estão abertas e não conseguem "segurar" a umidade, deixando os fios ásperos, sem brilho e com aspecto diferente.
  • Quando o cabelo quebra, ele parece uma corda arrebentada, em que as partes ficam de diferentes tamanhos. Isso pode acontecer pelo modo como o cabelo é penteado e estilizado.
  • Outro efeito interessante de observar no microscópio são as pontas duplas, que se destacam ainda mais quando vistas em alta definição.
  • No microscópio, os nós do cabelo se parecem com o de cordas. As madeixas ficam embaraçadas e dificeis de pentear, pedindo cuidados especiais, como uso de cremes de pentear e hidratações mais frequentes.

O fio de cabelo é formado por camadas que são invisíveis a olho nu, mas é possível observar sua estrutura, assim como os danos causados pelo clima e procedimentos químicos - com a ajuda de um microscópio. O instrumento científico mostra a saúde da fibra capilar a partir de seu estado, e revela características para entender como agentes externos conseguem mudar a forma do fio e transformar suas características.

Escamas da fibra capilar "seladas": madeixas saudáveis

Nas imagens do fio saudável - que fazem parte de uma exposição com resultados de pesquisa da L'Oréal sobre cabelo e que passou pelo Museu Natural de Londres em 2004 - é possível observar as escamas da fibra capilar saudáveis. Isso significa que as madeixas têm o pH equilibrado, além de estarem nutridas e hidratadas, o que deixa as cutículas "seladas". Além da saúde, nesse estado o cabelo tem mais brilho, já que a superfície reta consegue refletir melhor a luz do que em fios ressecados.

Cutículas ligeiramente abertas: fios tratados mas que sofrem com agentes externos

Normalmente, quem faz algum tipo de tratamento, como tintura ou alisamento, mas mantém os fios cuidados costuma ter as escamas levemente "levantadas" como resultado do dano causado por esses procedimentos. As mulheres que costumam secar os cabelos com secador todos os dias ou que secam as madeixas vigorosamente também têm esse tipo de cabelo porque o calor e a fricção modificam o formado dos fios e não deixa as escamas ficarem seladas.

Alerta vermelho para escamas muito abertas: cabelo precisa de tratamento para ter saúde

O estado seguinte das cutículas da fibra capilar já é considerado como ressecamento e porosidade. Isso acontece porque as escamas estão abertas e não conseguem "segurar" a umidade, deixando os fios ásperos, sem brilho e com aspecto diferente. Isso acontece porque o cabelo está sofrendo com diversos processos, desde o ressecamento natural causado pelo sol, até a descolorações e tintura, sem receber tratamentos que recuperem a saúde do fio. Nessa etapa, o cabelo está muito ressecado e precisa, além de hidratações, de tratamentos que recuperem a fibra capilar e a qualidade das escamas das madeixas, como cauterizações e procedimentos à base de queratina.

Fios arrancados e quebrados

Quando o cabelo quebra, ele parece uma corda arrebentada, em que as partes ficam de diferentes tamanhos. Isso pode acontecer pelo modo como ele é penteado ou estilizado. Para evitar a quebra, o cabelo deve ser escovado calmamente e com cuidado para não puxar mechas desnecessariamente. Já quando cai diretamente da base, o aspecto é de ruptura. Isso ocorre pela má aplicação de produtos ou de incompatibilidade entre fórmulas. Para evitar a quebra, é preciso observar o tipo de tratamento utilizado nas madeixas e procurar por procedimentos que combinem entre si, para manter os fios saudáveis.

Nós e pontas duplas

Os nós dos cabelos vistos pelo microscópio também se parecem com o de cordas, como mostra a pesquisa da L'Oréal. As madeixas se enrolam fazendo um nó em determinados fios, deixando-as embaraçadas e difíceis de pentear, necessitando de cuidados especiais, como o uso de cremes de pentear e hidratações mais frequentes. Outro efeito interessante de observar no microscópio são as pontas duplas, que se destacam ainda mais nas mechas em alta definição. Apesar de poderem ser tratadas também com procedimentos à base de queratina e nutrientes para fortalecer essa parte do cabelo, o ideal para manter o look é cortar os fios com intervalo de pelo menos três meses.

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema

últimas matérias

Ver mais