Beleza Extraordinária

Cabelo elástico volta ao normal? Descubra o cronograma capilar ideal para recuperar os fios danificados

  • Saiba o que fazer para recuperar a saúde de um cabelo elástico (Foto: Pixelformula)
  • Para descobrir se o cabelo está elástico, a dica é fazer o teste de esticar a mecha molhada (Foto: Pixelformula)
  • A reconstrução é o tratamento mais importante para recuperar a fibra capilar (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Saiba o que fazer para recuperar a saúde de um cabelo elástico (Foto: Pixelformula)
  • Saiba o que fazer para recuperar a saúde de um cabelo elástico (Foto: Pixelformula)
  • Para descobrir se o cabelo está elástico, a dica é fazer o teste de esticar a mecha molhada (Foto: Pixelformula)
  • A reconstrução é o tratamento mais importante para recuperar a fibra capilar (Foto: Pixelformula)

Quando os fios estão ressecados, finos e muito frágeis, o motivo pode ser a perda da elasticidade natural. O chamado "cabelo elástico" - efeito emborrachado que faz com que o fio estique e não volte ao tamanho original, acabando até por quebrar - ocorre por conta do uso de procedimentos químicos sem um intervalo adequado, o que faz com que a fibra capilar acabe danificada, porosa e com maior facilidade de quebra. Mas, para a alegria de quem está lidando com o problema, é possível recuperar as madeixas recorrendo a alguns tratamentos específicos. Saiba mais detalhes!

Teste simples ajuda a identificar se o cabelo está elástico 

Para saber se o seu cabelo está elástico, além de observar a alteração em sua textura, vale recorrer a um teste prático para ter certeza.

É bem simples: como é mais fácil identificar o problema nos fios úmidos, molhe-os antes de tudo; depois, separe uma mecha qualquer e estique - se ela não voltar ao tamanho original e "encolher", franzida como um elástico molhado, é preciso resolver o problema. 

Procedimentos químicos devem ser interrompidos até o cabelo se recuperar

Depois de fazer o teste e descobrir que seu cabelo está com elasticidade em excesso, é preciso começar a tomar alguns cuidados específicos para recuperar a fibra capilar. Mas, antes de tudo, o mais importante é parar com os procedimentos químicos, sejam eles para alterar a textura - como alisamentos, relaxamentos e permanentes - ou para mudar a cor dos fios. 

Como as madeixas ficam superfrágeis quando têm a elasticidade natural comprometida, o uso de químicas pode enfraquecê-las ainda mais - causando cortes químicos, quebra e prejudicando sua textura a um ponto que apenas um bom corte será capaz de resolver.

Além disso, outra dica importante é suspender ou diminuir o uso de chapinha e secador nesse período para que o calor liberado pelos aparelhos não enfraqueça ainda mais o cabelo e diminua a pouca hidratação que ele ainda consegue manter. 

Cronograma capilar é indispensável para recuperar os fios elásticos

Quando se fala em recuperar a estrutura de um cabelo, a reconstrução com produtos ricos em queratina é o primeiro tratamento que vem à cabeça. No entanto, ela não deve ser a única: para resolver o problema, também é muito importante investir em hidratações e nutrições para que o fio recupere a água e os lipídios que acabou perdendo. 

Por causa disso, para organizar todos os tratamentos necessários, a melhor opção é apostar em um cronograma capilar: rotina de cuidados que combina hidratação, nutrição e reconstrução por três dias na semana durante um mês, podendo sempre ser repetida desde o início após o fim do calendário. 

Reconstrução é o tratamento mais importante e deve ser diminuída gradativamente

Na hora de organizar o calendário do cronograma capilar, é preciso levar em conta que a reconstrução deve ser feita com mais frequência que o normal por causa do efeito elástico. Ela é o cuidado mais importante para resolver o problema - fortalecendo e encorpando os fios novamente - e deve sempre ser feita depois da hidratação e da nutrição semanal. 

O ideal é aplicar uma máscara reconstrutora - de preferência, rica em queratina - de 15 em 15 dias; mas, em casos muito extremos, está liberado fazer esse tratamento semanalmente até que o cabelo fique forte e saudável novamente. Depois, quando chegar a hora de retomar o calendário do início e as madeixas já estiverem se recuperando, é importante diminuir a frequência para evitar a sobrecarga de queratina: quem estava fazendo o tratamento semanalmente deve adotar uma rotina quinzenal, enquanto quem usava de 15 em 15 dias pode aplicar o produto reconstrutor uma vez ao mês. 

Siga os modelos de tabela para cuidar dos fios e eliminar o aspecto emborrachado

1 - Cronograma para cabelo elástico em estado crítico:

1ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

2ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

3ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

4ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

2 - Cronograma para cabelo elástico:

1ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

2ª semana: nutrição - hidratação - nutrição

3ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

4ª semana: hidratação - hidratação - nutrição

3 - Cronograma para o cabelo quase recuperado ou já saudável: 

1ª semana: hidratação - hidratação - nutrição 

2ª semana: hidratação - hidratação - nutrição

3ª semana: hidratação - hidratação - reconstrução

4ª semana: hidratação - hidratação - nutrição

Temas relacionados
Óleo + Creme de pentear

Descubra os benefícios da misturinha