Beleza Extraordinária

Cabelo colorido e com química: como conciliar os dois processos de forma saudável

  • Descubra como você pode usar duas químicas diferentes e manter os cabelos saudáveis fazendo isso (Foto: Instagram @anniejaffrey)
Tela cheia
Previous Next
Descubra como você pode usar duas químicas diferentes e manter os cabelos saudáveis fazendo isso (Foto: Instagram @anniejaffrey)

Quem mantém uma frequência regular de transformações químicas no cabelo — as adeptas da escova progressiva, por exemplo — sabe bem que o fio tem a necessidade de cuidados específicos. O motivo é simples: toda transformação química tem o poder de danificar os cabelos que não têm uma manutenção frequente de tratamentos. 

Quando as transformações estruturais (como alisamentos e relaxamentos) são combinadas com colorações, o seu cabelo pode ficar ainda mais frágil. Por isso, alguns cuidados são super necessários para fortalecer o cabelo entre um retoque e outro. Conheça alguns deles aqui embaixo! 

Aposte na reconstrução capilar a cada 15 dias

Um dos processos do cronograma capilar mais necessários para quem faz frequentemente qualquer tipo de transformação com químicas, a reconstrução capilar é ainda mais essencial no caso de quem combina duas dessas mudanças. A reposição de queratina desse tratamento é responsável por manter o fio forte e saudável para aguentar os retoques de coloração, alisamento ou relaxamento. O ideal é que ela seja feita de quinze em quinze dias, mas se o cabelo estiver muito danificado, esse intervalo pode se tornar semanal até o cabelo se recuperar. 

Conte com a ajuda de um cabeleireiro de confiança 

Mesmo que você saiba fazer diferentes procedimentos capilares sozinha, na hora de misturar dois tipos de químicas é bom contar com a ajuda de um profissional para, pelo menos, um deles. Você pode, por exemplo, colorir em casa e alisar no salão — mas sempre perguntar ao cabeleireiro antes de fazer uma grande mudança. Ele vai, no mínimo, te lembrar do teste de mechas para ver se as duas químicas são compatíveis e ajudar a estipular a ordem e o intervalo ideal entre uma e outra. 

Já pensou em usar uma coloração semi-permanente?

Uma ótima opção para manter o cabelo saudável por mais tempo mesmo mudando a cor é apostar numa coloração semi-permanente, que não tenha amônia na coloração. Essa é uma ótima opção para quem pretende escurecer o cabelo ou clarear suavemente as madeixas: mesmo que você acabe precisando fazer intervalos menores entre os retoques, corre menos risco de danificar os cabelos no processo. Inclusive, vale a dica: se você tem cabelo escuro e alisa ou relaxa os fios, é bom evitar os tons de loiro muito claros porque as descolorações não costumam ser compatíveis com essas químicas, ok?

Evite abusar das ferramentas de calor

Outro cuidado que você pode ter no dia a dia para ajudar a manter a saúde dos seus cabelos com química é evitar as ferramentas de calor em excesso. As temperaturas altas da chapinha, do secador e do babyliss podem deixar os fios mais ressecados e quebradiços, ou seja: o uso frequente delas tem o poder de danificar ainda mais seus cabelos. O ideal é resumir os usos dessas ferramentas a duas vezes por semana e nunca esquecer do protetor térmico.

Redação: Ariel Cristina Borges

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação