Beleza Extraordinária

Beleza atemporal: confira dicas de pele e cabelos para todas as idades

  • As mulheres querem se sentir lindas em qualquer idade, e para isso, devem adaptar os cuidados de beleza de acordo com as necessidades da pele e dos cabelos em cada etapa da vida
Tela cheia
Previous Next
As mulheres querem se sentir lindas em qualquer idade, e para isso, devem adaptar os cuidados de beleza de acordo com as necessidades da pele e dos cabelos em cada etapa da vida

Toda mulher gosta de se sentir linda, não importa a idade que tenha. No entanto, ao longo do tempo, os cuidados com a beleza precisam ser adaptados, já que as necessidades vão se transformando. Se aos 20 anos a principal preocupação é a proteção contra os raios solares, aos 40, é necessário fazer a reposição do colágeno perdido. Confira dicas para tratar a pele e o cabelo e deixá-los tão bonitos quanto na década anterior.

Cuidados essenciais devem começar aos vinte anos


Os cabelos longos são os preferidos das mulheres de vinte anos, no entanto, um erro é muito comum entre elas: lavar, secar e modelar as madeixas com ferramentas que utilizam calor diariamente. Para evitar a quebra dos fios, mantenha um intervalo de pelo menos um dia entre as lavagens, e aposte no shampoo seco para combater a oleosidade natural. Além disso, dê preferência ao secador na hora de estilizar, e deixe a chapinha para ocasiões mais espaçadas.

Apesar de ser mais frequente durante a adolescência, a acne ainda incomoda muitas mulheres de vinte anos. Lavar o rosto com sabonete com ácido salicílico pode ser a solução, já que o componente evita o surgimento de cravos e espinhas. Para quem tem o problema em estágio avançado, vale procurar um dermatologista para um tratamento à base de retinol, que ainda previne rugas. Porém, o cuidado mais importante da idade é usar protetor solar diariamente.

Rotina de cuidados deve ser incorporada ao dia-a-dia aos trinta anos


Aos trinta anos, os cabelos começam a apresentar algumas transformações, como fios mais finos, além dos primeiros grisalhos. O nutricionista é o profissional ideal para recomendar suplementos que ajudarão no crescimento das madeixas. Mas se o problema são os temidos brancos, recorra ao salão de beleza. A coloração semi-permanente é a melhor opção para cabelos escuros, enquanto luzes são a aposta para loiras e ruivas.

As rugas ao redor dos olhos e as olheiras escuras e profundas são as principais queixas aos trinta anos. Para combater os sintomas, o dermatologista deverá avaliar cada paciente para recomendar a melhor solução de acordo com as necessidades de sua pele. Há diversos tipos de tratamentos disponíveis no mercado, do simples hidratante específico para a região até opções mais invasivas realizadas apenas em consultório médico.

Pequenos truques garantem aparência mais jovem aos quarenta anos


As celebridades já derrubaram o mito de que não se deve usar franja após os quarenta anos, e é neste corte que as mulheres devem apostar para disfarçar rugas na região da testa e dar a impressão de que os cabelos estão mais cheios na parte da frente da cabeça. Evite colorações muito escuras, que podem realçar rugas e manchas na pele, e aposte em luzes tom sobre tom ao redor do rosto para disfarçar os fios grisalhos, que começam a se sobressair.

A perda de colágeno começa aos vinte anos, mas o problema só começa ser notado duas décadas depois, quando marcas de expressão, rugas ao redor dos olhos e manchas na pele se tornam mais evidentes. Introduzir produtos com antioxidantes na rotina de beleza noturna irá diminuir os sintomas, enquanto tratamentos como botox e preenchimento facial garantem uma ação mais rápida.

Tratamentos estéticos são a melhor opção aos cinquenta anos


Aos cinquenta anos, é provável que a maior parte dos cabelos já esteja grisalha, o que faz com que sua textura também seja afetada. Para contornar o problema de fios ásperos e arrepiados, causados pela falta de pigmentação, recorra a tratamentos à base de queratina, que devolverão o brilho e a maciez às madeixas. Já o corte é o melhor aliado para disfarçar a falta de volume. Aposte em modelos em camadas, que dão a impressão de engrossar os fios.

A pele do pescoço começa a dar sinais de desgaste aos cinquenta anos. Além disso, sintomas diferentes da década anterior surgem no rosto, como flacidez, aumento dos poros e falta de viço. Em consultórios médicos, é possível recorrer a tratamentos como laser, ultrasom e preenchimento, que devolvem a elasticidade a pele, enquanto, para usar em casa, há diversas opções disponíveis de cremes firmadores.

Beleza deve receber mais atenção aos sessenta anos


As sessenta anos, aposte em um corte moderno, que ajude a dar movimento às madeixas. Uma boa opção é o long bob, com mechas mais curtas para emoldurar o rosto e camadas longas na parte de trás da cabeça. Quanto a coloração, evite tons uniformes de loiro, já que a tonalidade pode deixar a pele pálida. A melhor opção é manter a base com a cor original e adicionar profundidade aos fios através de luzes.

As linhas de expressão ao redor dos lábios são a principal reclamação das mulheres aos sessenta anos. Para evitar o problema, mantenha a região sempre hidratada com o auxílio de cosméticos específicos para a área. Mas, se a opção for pelo preenchimento, dê preferência ao ácido hialurônico, que se espalha facilmente pelos lábios, suavizando as marcas e garantindo uma aparência natural.
Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!

últimas matérias

Ver mais