Beleza Extraordinária

Anos 30 e cabelos frisados marcaram o terceiro dia da semana de moda de Londres

  • Já na Mulberry, a graça ficou por conta do "chanel fake" criado com a ajuda das golas de casacos e vestidos, que "guardaram" os cabelos lisos das modelos
  • No estilo "ladylike", o penteado do desfile de Jonathan Saunders agradará as fãs dos anos 1930
  • Na passarela da Preen, um cabelo do dia-a-dia dividiu atenções com a maquiagem minimalista
  • Os looks andróginos de Richard Nicoll ganharam a companhia dos cabelos puxados para trás com a ajuda de gel de efeito molhado
  • Frisados e esvoaçantes, os cabelos do desfile de Marios Schwab seguem a tendência de fios com bastante textura. Na "vida real", pareceria descuido...
  • Mais usável, o penteado texturizado que completou os looks de L'Wren Scott lembra o glamour ousado dos anos 1970
  • Com a cara do dia-a-dia, Paul Smith desfilou modelos com cabelos super brilhosos e repartidos de lado.
  • Elaborado, o coque da passarela da Temperley London mantém todos os fios no lugar
  • Com direito a um leve despenteado no topo da cabeça, o look da Topshop Unique é acessível como a própria marca
  • Franjas aplicadas mudaram a cara do rabo de cavalo tradicional que compôs o penteado do desfile de Mary Katrantzou
  • De um lado, a maquiagem ousada e teatral. No outro, o cabelo clássico ao gosto da diva do cinema Rita Hayworth. O look de Vivienne Westwood é cheio de referências
  • Para combinar com a coleção chique que propôs para o inverno 2013, Matthew Williamson escolheu uma trança simples
Tela cheia
Previous Next
Já na Mulberry, a graça ficou por conta do "chanel fake" criado com a ajuda das golas de casacos e vestidos, que "guardaram" os cabelos lisos das modelos
  • Já na Mulberry, a graça ficou por conta do "chanel fake" criado com a ajuda das golas de casacos e vestidos, que "guardaram" os cabelos lisos das modelos
  • No estilo "ladylike", o penteado do desfile de Jonathan Saunders agradará as fãs dos anos 1930
  • Na passarela da Preen, um cabelo do dia-a-dia dividiu atenções com a maquiagem minimalista
  • Os looks andróginos de Richard Nicoll ganharam a companhia dos cabelos puxados para trás com a ajuda de gel de efeito molhado
  • Frisados e esvoaçantes, os cabelos do desfile de Marios Schwab seguem a tendência de fios com bastante textura. Na "vida real", pareceria descuido...
  • Mais usável, o penteado texturizado que completou os looks de L'Wren Scott lembra o glamour ousado dos anos 1970
  • Com a cara do dia-a-dia, Paul Smith desfilou modelos com cabelos super brilhosos e repartidos de lado.
  • Elaborado, o coque da passarela da Temperley London mantém todos os fios no lugar
  • Com direito a um leve despenteado no topo da cabeça, o look da Topshop Unique é acessível como a própria marca
  • Franjas aplicadas mudaram a cara do rabo de cavalo tradicional que compôs o penteado do desfile de Mary Katrantzou
  • De um lado, a maquiagem ousada e teatral. No outro, o cabelo clássico ao gosto da diva do cinema Rita Hayworth. O look de Vivienne Westwood é cheio de referências
  • Para combinar com a coleção chique que propôs para o inverno 2013, Matthew Williamson escolheu uma trança simples

Depois de dois dias dominados pelos coques e rabos de cavalo, o terceiro dia da semana de moda de Londres levou às passarelas muitos cabelos soltos com texturas bem trabalhadas. No inverno britânico, as mulheres poderão usar os próprios cabelos para aquecer o look, prendendo-os sob golas poderosas de casacos e vestidos, como sugeriu a marca Mulberry. Para as fãs do estilo retrô, Jonathan Saunders desfilou um penteado chiquérrimo, com direito a ondas impecáveis ao gosto das divas do cinema nos anos 1930 e 1940, Rita Hayworth e Veronica Lake. O mesmo estilo, porém com novas pitadas de rebeldia, foi visto na passarela da Red Label de Vivienne Westwood.

Novidade da temporada nas passarelas de Londres é a franja, que andou sumida nos dias anteriores e ganhou o papel principal na apresentação da coleção de Mary Katrantzou. Sobre rabos de cavalo alto e com volume, uma franja generosa cobria metade da cabeça das modelos. A versão do corte lembra o estilo característico de algumas tribos indígenas no cabelo que ficou popularmente conhecido como "cuia".

Ousadia também foi a proposta de Marios Schwab e L'Wren Scott, que apostaram nos cabelos frisados que já se destacam como uma tendência forte das passarelas londrinas. No primeiro caso, os fios texturizados formaram um rabo de cavalo baixo, com mechas cobrindo as orelhas. No segundo - mais usável -, o volume do cabelo trabalhado era contido até a altura das orelhas com grampos e uma tiara invisível.

Entre os cabelos presos da vez, foi preciso muita técnica para criar o penteado do desfile da Temperley London, que fez um rabo de cavalo alto que se dobra ao meio sem deixar um fio solto à vista. Mais acessível, o penteado do queridinho das estrelas Matthew Williamson trazia tranças baixas, sem uma divisão no meio ou lateral tão aparente.

Ao contrário dos dias anteriores, em que o cabelo liso chapado estava em alta, este foi um dia de madeixas mais naturais no evento. As marcas Preen, Topshop Unique e Paul Smith apostaram em cabelos lisos, mas que tinham volume e ondulações normais.

ver mais : Tendências - Notícias
Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema