Beleza Extraordinária

Alisamento do cabelo: o que é realinhamento dos fios?

  • O realinhamento dos fios hidrata, cuida e suaviza a forma dos cabelos
Tela cheia
Previous Next
O realinhamento dos fios hidrata, cuida e suaviza a forma dos cabelos

Para quem sofre com os cabelos rebeldes e volumosos, um tratamento pode melhorar o resultado do cabelo e ainda alisar, dependendo da textura natural das madeixas. O realinhamento capilar, também chamado alinhamento, resolve o problema do volume extra, além de tratar os fios com química. O segredo desse procedimento são os aminoácidos, que criam uma proteção no fio e selam as escamas, turbinando a hidratação e o brilho nas madeixas.

O procedimento se assemelha à selagem térmica, em que as madeixas são lavadas com shampoo de limpeza profunda e depois de secas, recebem o produto para o realinhamento, que deve ser selado com chapinha. Além de regenerar e nutrir as fibras do cabelo, ele combate a ponta dupla e o frizz e deixa o cabelo livre de embaraçados e do volume.

Tratamento não tem formol e alisa o cabelo suavemente

O procedimento é diferente dos alisamentos por não ter formol nem outros elementos mais famosos como o tioglicolato de amônia e, assim como a escova gradativa, suaviza o design do cabelo. Esse efeito acontece porque ao corrigir, preencher e selar a fibra capilar, ele deixa as madeixas mais lisas. Sendo assim, fios ondulados ficam lisos e os crespas ganham cachos mais abertos.

Apesar do alisamento não ser o objetivo principal do procedimento, o efeito liso dura de dois a três meses se for acompanhado de cuidados em casa com shampoo e condicionador específicos para o tipo de cabelo que recebeu o realinhamento. Como a escova é à base de aminoácidos, que costumam estar presentes no cabelo, o tratamento é compatível com químicas, como alisamento e colorações.

Realinhamento combinado com substâncias alisantes pode criar riscos à saúde

É preciso tomar cuidado com a formulação do realinhamento porque alguns profissionais usam procedimentos com gluteraldeído, um aldeído da mesma família do formol, e que não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) . A substância funciona do mesmo jeito que o "parente" famoso segundo o mestre em fármaco e cosmetologia Rogerio Kreidel: "o aldeído se liga às proteínas da cutícula e aos aminoácidos hidrolisados da solução de queratina, formando um filme endurecedor ao longo do fio, impermeabilizando-o e mantendo-o rígido e liso".

Essa impermeabilização do fio os deixa alisados, mas não permite que hidratações e vitaminas entrem nos cabelos, deixando-os opacos, sem vida e ressecados. Além de interferir na saúde das madeixas, essa substância também pode trazer riscos à saúde, por ter potencial cancerígeno.

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação