Beleza Extraordinária

Ácido hialurônico: saiba quando começar a usar o ativo na rotina de beleza

  •  Saiba quando usar ácido hialurônico na pele para ter resultados ainda melhores (Foto: Instagram @mianjelica)
Tela cheia
Previous Next
Saiba quando usar ácido hialurônico na pele para ter resultados ainda melhores (Foto: Instagram @mianjelica)

O ácido hialurônico é uma substância poderosa para quem busca a pele perfeita - o ativo é capaz de preencher as rugas, aumentar os níveis de hidratação do rosto, combater o ressecamento e garantir elasticidade na medida certa. Mas afinal de contas, quando começar a usar esse aliado na rotina de beleza?

A gente já dá o spoiler: não precisa esperar os primeiros sinais e linhas de expressão aparecerem, viu? Continue lendo a matéria para saber quando e como começar a apostar nos cremes com ácido hialurônico na composição.

Ácido hialurônico é produzido pelo organismo mas deve ser reposto com o passar do tempo

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por L'Oréal Paris Brasil (@belezaextraordinaria) em

Primeiro de tudo, é importante explicar que o ácido hialurônico existe naturalmente no corpo humano - ela, por sinal, trabalha junto com o colágeno para preencher os espacinhos entre as células, dando hidratação e firmeza para pele. Assim que nascemos, os níveis desse ativo estão no auge - e por isso a cutis na infância é tão macia, hidratada e lisinha.

A questão é que, com o passar do tempo, os níveis de ácido hialurônico vão diminuindo e é preciso repor sua presença na pele para amenizar as rugas, ressecamento e flacidez. É aí que entra a necessidade de apostar em cremes poderosos que tenham o ativo na composição, como o Revitalift Hialurônico de L'Oréal Paris , por exemplo.

Usar o ácido hialurônico antes dos 30 ajuda na hidratação e aspecto saudável da pele

Isso significa dizer que não se deve usar o ácido hialurônico antes das primeiras rugas aparecerem? A resposta é não! Mulheres de 20 anos (ou menos) que já queiram apostar no ativo desde cedo, por exemplo, podem conseguir benefícios na hidratação e textura da pele - mesmo que o combate às rugas ainda não seja necessário nessa fase.

De qualquer forma, é importante tomar o cuidado de consultar o dermatologista sobre a prática e entender qual é a melhor decisão para o seu caso. Cada pele pede um acompanhamento especial e, por isso, vale a pena se precaver antes de apostar no ingrediente.

Cremes com ácido hialurônico combatem os primeiros sinais a partir dos 25 anos

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por L'Oréal Paris Brasil (@belezaextraordinaria) em

Por outro lado, se a ideia é usar o ácido hialurônico como aliado no combate aos sinais do tempo na pele, a sugestão é que o uso comece a partir dos 25/30 anos - que é exatamente a fase em que a hidratação natural da pele reduz junto com os níveis de ácido hialurônico, causando os primeiros sinais (ainda leves) ao redor dos olhos e boca.

Importante: embora seja a partir dos 40 anos que a redução na quantidade de ácido hialurônico realmente passe a ser notada, o tratamento de prevenção é sempre mais eficiente justamente porque o tratamento feito ainda no início do problema oferece resultados ainda mais vantajosos.

Como usar o ácido hialurônico no dia a dia: veja em quais produtos apostar

Para o uso diário, é interessante apostar numa linha de tratamento combinado que tenham cremes com o ativo na fórmula. A linha Revitalift Hialurônico , por exemplo, ajuda a combater as rugas e linhas de expressão de uma forma duplamente eficiente. 

Além de combinar o uso diurno e noturno dos cremes, garantindo uma ação 24h no rosto, ela ainda conta com um cosmético específico para a pele dos olhos - que é uma região mais sensível e fina, geralmente afetada pelas ruguinhas conhecidas como pés de galinha. Vale dar uma chance ao uso dos três no dia a dia de skincare.

Redação: Raquel Carletto

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial