Beleza Extraordinária

7 dicas reais para enfrentar a transição capilar muito mais tranquila!

  • Confira dicas para facilitar o período de transição capilar! (Foto: Instagram @olaj_arel)
  • Para não usar secador e chapinha com muita frequência, o ideal é apostar em penteados (Foto: Instagram @tiffanydbrown_)
  • Apostar em cortes antes do big chop definitivo é a dica para se acostumar com o cabelo natural e facilitar a transição capilar (Foto: Instagram @imadamejay)
  • Para não ficar muito tempo sofrendo com a diferença entre texturas, busque inspirações para perder o medo do big chop (Foto: Instagram @leasamille)
Tela cheia
Previous Next
Confira dicas para facilitar o período de transição capilar! (Foto: Instagram @olaj_arel)
  • Confira dicas para facilitar o período de transição capilar! (Foto: Instagram @olaj_arel)
  • Para não usar secador e chapinha com muita frequência, o ideal é apostar em penteados (Foto: Instagram @tiffanydbrown_)
  • Apostar em cortes antes do big chop definitivo é a dica para se acostumar com o cabelo natural e facilitar a transição capilar (Foto: Instagram @imadamejay)
  • Para não ficar muito tempo sofrendo com a diferença entre texturas, busque inspirações para perder o medo do big chop (Foto: Instagram @leasamille)

Passar pela transição capilar não é fácil! Afinal, depois de anos de alisamento químico, lidar com duas texturas completamente diferentes e aprender a cuidar do cabelo cacheado ou crespo requer muita paciência e foco. Por isso, para que o período seja um pouco mais fácil, nada como conversar com quem já exibe os fios naturais para saber o que fazer para não ter tanta dor de cabeça até o dia do big chop - o grande corte que retira toda a parte alisada e é quase sinônimo de "libertação". Precisando de ajuda para não desistir? Confira a matéria e inspire-se com as dicas de 4 mulheres que já finalizaram esse processo: 

1. "Sempre que meu cabelo incomodava, eu fazia algum penteado", contou Juliana Chagas

A diferença entre texturas é um dos detalhes que mais incomoda na transição capilar, já que chega um certo momento em que não dá mais para disfarçar o contraste entre a raiz enrolada e as pontas alisadas. E como não é sempre que há tempo disponível para texturizações mais trabalhosas, olhar para o espelho e não ter ideia do que fazer com os fios é algo que faz parte da rotina. 

Mas, quando isso acontecer, não precisa se desesperar: é só apostar em penteados presos! Um coque alto e despojado ou um rabo de cavalo simples, por exemplo, já resolvem o problema. 

2. "É bom tentar ao máximo não fazer muita escova e chapinha para já ir conhecendo a textura do cabelo", alertou Luana Bustamante

Como não é sempre que bate a vontade de ficar com os cabelos presos, algumas mulheres recorrem à dupla chapinha e secador para igualar as texturas alisando os fios. Lançar mão desse truque pode ser uma boa para algumas ocasiões, mas o ideal é deixar esses dois aparelhos um pouco de de lado para conhecer bem a textura natural no decorrer da transição capilar.

E não é só por isso: como o uso constante de fontes de calor pode prejudicar os fios e até alterar sua textura, evitar esse problema e manter os cachinhos protegidos é outra razão para não fazer escova constantemente. 

3. "Minha principal dica é não ter medo de cortar! Eu demorei muito por medo do novo, mas depois vi que foi uma das melhores decisões da vida", afirmou Natielly Freitas

Por mais que toda mulher que entre em transição capilar fique superansiosa para ver o cabelo natural, muitas acabam adiando ao máximo o dia do big chop por ficarem com medo do novo look. Depois de tantos anos com os fios alisados, se olhar no espelho e ver um visual totalmente diferente pode ser assustador no começo; mas será que não vale a pena terminar com esse processo logo em vez de ficar muito tempo presa a truques para disfarçar as duas texturas? É difícil - ou quase impossível - encontrar uma cacheada ou crespa que diga que não valeu a pena!

4. "Fiz dois cortes durante a transição capilar. Na última vez, foi bem curto e tirou toda a parte alisada", explicou Juliana Chagas

Ainda não está com coragem de fazer o big chop, mas não vê a hora de ganhar um pouco mais de liberdade? Então, a solução é fazer alguns cortes antes do grande dia para tirar as pontas alisadas aos poucos! Ainda que seja apenas alguns dedinhos, você já vai sentir a diferença no look - sem falar que vai te facilitar muito na hora da finalização, já que as pontas vão ganhar mais forma

5. "Acho muito importante cuidar bastante do cabelo. Uma boa dica é começar um cronograma capilar", aconselhou Luana Bustamante

Depois de tantos anos de química de alisamento, o cabelo acaba fragilizado e sem alguns nutrientes que precisa para ficar bonito e saudável. Por isso, além de aproveitar a transição capilar para conhecer a nova textura, também é muito importante começar uma rotina de cuidados para que os novos fios cresçam mais fortes e, também, para evitar a quebra das pontas que ainda estão alisadas. 

Por organizar hidratação, nutrição e reconstrução - os três tratamentos que o cabelo mais precisa - durante a semana, o cronograma capilar é um verdadeiro aliado da transição. Feito com máscaras específicas para cada etapa, ele trata as madeixas profundamente e também te ajuda a conhecer melhor de que componentes seu cabelo mais gosta.

6. "Investi em finalização. Troquei a toalha pela camiseta, fui amassando e, depois, comecei a fazer a fitagem. Conforme fui cortando, vi os resultados", explicou Giovanna Pego  

Depois de tirar um pouco das pontas alisadas e a parte natural começar a se destacar mais no cabelo, é hora de começar a arriscar algumas finalizações queridinhas das cacheadas e crespas - como a fitagem, por exemplo. Por mais que os fios não fiquem perfeitos ainda, conseguir sair de casa sem precisar esconder as duas texturas em um penteado e ver os cachos se formando timidamente já são resultados garantem a dose de ânimo necessária para continuar a transição capilar. 

7. "Eu assistia a muitos vídeos na Internet de pessoas que também estavam passando pela transição capilar", indicou Luana Bustamante 

Para descobrir dicas de cuidados, finalizações e até mesmo buscar mais forças para não desistir do processo, a dica é se inspirar nos cachos incríveis de mulheres que já enfrentaram a transição capilar ou acompanhar a trajetória de quem - assim como você - ainda está passando por ela. 

Qualquer referência é bem-vinda! Mas, para te ajudar ainda mais, procure blogueiras que tenham o tipo de cacho bem parecido com o seu. 

Redação: Nívia Passos

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais