Beleza Extraordinária

5 sinais do cabelo desidratado e como combater com hidratação, umectação noturna e mais cuidados

  • O cabelo desidratado pode ficar opaco, com pontas duplas e sem vida. Saiba quais tratamentos fazer para recuperar a saúde dos fios (Foto: Instagram @kelsiefields)
  • Para quem está com o cabelo ressecado e com frizz, o cronograma capilar ajuda a recuperar os fios (Foto: Instagram @jasmeannnn)
  • Hidratação profunda e umectação noturna são os maiores aliados do cabelo desidratado (Foto: Instagram @mrswikie5)
Tela cheia
Previous Next
O cabelo desidratado pode ficar opaco, com pontas duplas e sem vida. Saiba quais tratamentos fazer para recuperar a saúde dos fios (Foto: Instagram @kelsiefields)
  • O cabelo desidratado pode ficar opaco, com pontas duplas e sem vida. Saiba quais tratamentos fazer para recuperar a saúde dos fios (Foto: Instagram @kelsiefields)
  • Para quem está com o cabelo ressecado e com frizz, o cronograma capilar ajuda a recuperar os fios (Foto: Instagram @jasmeannnn)
  • Hidratação profunda e umectação noturna são os maiores aliados do cabelo desidratado (Foto: Instagram @mrswikie5)

Cabelo desidratado é um problema muito comum, mas nem todo mundo sabe reconhecer os sinais e entender as diferenças entre cabelos ressecados, porosos e danificados - o que dificulta a escolha dos tratamentos corretos e agrava a situação das madeixas. Quando os cabelos começam a perder o brilho, o movimento e apresentar frizz excessivo é o primeiro sinal de alerta! A partir daí, hidratações com produtos ricos em agentes umectantes e preenchedores estão na lista de tratamentos que podem reverter os danos.

Para quem não sabe quais são os sinais do cabelo desidratado, o que fazer para reverter o problema e quais produtos utilizar, confira as dicas do Beleza Extraordinária.

1. O cabelo desidratado tem textura áspera e rígida

Cabelos saudáveis têm textura suave e são maleáveis. Caso seus fios estejam com um aspecto áspero, como se você estivesse tocando em areia, ou muito rígidos e sem movimento, é sinal de desidratação. Excesso de sol, secador e chapinha, cloro e procedimentos químicos são alguns dos fatores que podem deixar o cabelo ressecado e com essa textura incômoda.

2. A opacidade é um dos principais sinais de desidratação capilar

A perda de brilho é um dos principais sinais do cabelo desidratado. Isso acontece devido às agressões e acúmulo de danos que deixam as cutículas abertas, facilitando a perda de água e outros nutrientes responsáveis pela saúde das madeixas. Além disso, cutículas fechadas e bem alinhadas fazem com que o cabelo reflita a luz, acentuando a luminosidade, o que é contrário do que acontece quando elas estão abertas e danificadas.

3. O cabelo desidratado também pode ter pontas duplas

As pontas duplas podem se formar por diferentes motivos, entre eles a desidratação capilar. Da mesma forma que o acúmulo de danos abre as cutículas e remove a luminosidade dos fios, essas cutículas abertas também deixam as pontas dos cabelos mais expostas, fazendo com que elas se dividam em duas. 

4. O frizz denuncia que os cabelos estão carente de água e óleos

O cabelo com frizz tem aquela aparência de fios espigados que é um incômodo para muitas mulheres. A falta de água e óleos na fibra capilar estão entre os principais fatores que causam o frizz. Isso pode acontecer devido a agressões mais comuns que nós citamos acima, bem como pelo ressecamento provocado pelo contato com o travesseiro durante a noite. Fronhas de algodão removem a hidratação dos fios, fazendo com que eles amanhecem desalinhados, embaraçados e com frizz.

5. Cabelos com ressecamento extremo podem apresentar quebra

A quebra é um alerta vermelho para o cabelo desidratado! Quando isso começa a acontecer, significa que o ressecamento está muito agravado e os cabelos estão extremamente fragilizados e carentes de nutrientes. Para evitar que a situação chegue a esse ponto, é importante começar a tratar cuidar dos cabelos quando os primeiros sinais da desidratação começarem a aparecer.

Tratamentos para cabelo desidratado: hidratação é passo essencial da rotina

Depois de reconhecer os sinais, é preciso saber o que fazer quando o cabelo está desidratado. Acertar na escolha dos tratamentos faz toda a diferença, já que um creme de hidratação tem ativos diferentes de um creme de reconstrução, por exemplo.

Para quem tem cabelo desidratado, a hidratação é o tratamento mais importante da rotina, já que os cabelos estão com carência de água na fibra capilar. Por isso, procure por uma máscara de hidratação específica para cabelo ressecado ou desidratado. Além da máscara, recomenda-se que os outros produtos utilizados na rotina também tenham propriedades hidratantes.

Como hidratar o cabelo desidratado?

A hidratação para cabelo ressecado já começa com o shampoo. Aposte em um shampoo hidratante e aplique o produto apenas na raiz dos cabelos. Evite o comprimento e as pontas que costumam ser as partes mais secas e danificadas. A máscara de tratamento deve ser aplicada depois do shampoo, com o cabelo úmido e dividido em quatro sessões para que você possa enluvar as mechas. Enluvar os cabelos potencializa a ação do tratamento e faz com que a fibra capilar absorva melhor a máscara.

Deixe o creme agir pelo tempo indicado e enxágue bem. O último passo do tratamento é o condicionador, que vai selar as cutículas e ajudar a reter a hidratação nos fios. Aplique e deixe agir por cerca de dois minutos. Depois enxágue novamente, cuidando para não deixar resíduos de produtos nos fios, e finalize com um creme de pentear.

 

Umectação noturna também é aliada no combate ao frizz e pontas duplas

Lembra que além dos danos causados pelas agressões do dia a dia, a desidratação capilar também pode ser causada pelo contato com o travesseiro durante a noite? Para não acordar com o cabelo ressecado e com frizz pela manhã, a dica é apostar na umectação noturna

Embora os óleos vegetais sejam mais populares, essa técnica também pode ser feita com um creme de hidratação, desde que ele seja específico para usar durante a noite. O tratamento noturno para cabelo desidratado cria uma película ao redor do fio de cabelo protegendo a fibra do contato com a fronha e retendo a hidratação nos fios.

A umectação noturna pode ser feita quantas vezes você achar necessário, mas é importante tomar cuidado para não sobrecarregar os fios. Além do tratamento, outra dica simples de como tirar o frizz do cabelo é evitar lavar as madeixas com água quente e reduzir o uso de secador, chapinha, babyliss e difusor. 

O cronograma capilar ajuda na recuperação do cabelo desidratado

A hidratação é um passo importantíssimo na recuperação do cabelo desidratado, mas ela pode ser acompanhada da nutrição e da reconstrução capilar, principalmente se seus cabelos estiverem muito danificados. Para isso, basta montar um cronograma capilar, alternando esses tratamentos durante a semana.

Enquanto a hidratação repõe água nos fios, devolvendo o brilho e a maleabilidade, a nutrição repõe os lipídios, devolvendo brilho e acabando com as pontas duplas. Já a reconstrução entra para repor as proteínas que os cabelos perdem quando estão danificados, devolvendo força e prevenindo a quebra.

Como fazer cronograma capilar: a hidratação será sempre a primeira etapa da rotina. Em seguida, vem a nutrição, que deve ser feita com uma máscara rica em óleos e manteigas vegetais. A reconstrução deve ser feita uma vez a cada 15 dias em cabelos danificados e uma vez por mês em cabelos saudáveis. Procure por máscaras ricas em ceramidas e queratina vegetal.

Exemplo de cronograma capilar para cabelo desidratado:

1ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

2ª semana: hidratação - nutrição - hidratação

3ª semana: hidratação - nutrição - hidratação

4ª semana: hidratação - nutrição - reconstrução

Redação: Amanda Cardoso 

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação