Beleza Extraordinária

4 coisas que toda mulher que alisa e colore os cabelos precisa saber

  • Escurecer e alisar o cabelos no mesmo dia requer bastante atenção: tintas semi-permanentes são compatíveis com a química alisadora das escovas (Foto: Instagram @symphanisoto)
  • A descoloração dos fios quimicamente alisados pode causar danos graves ao cabelo, por isso, tenha cuidado! Faça sempre um teste nas mechas antes de se aventurar na transformação capilar (Foto: Instagram @_laurenskinner)
  • Quer cortar as madeixas coloridas e alisadas? Prefira aparar as pontas depois dos processos químicos! Saiba o motivo na matéria (Foto: Instagram @alatorreee)
Tela cheia
Previous Next
Escurecer e alisar o cabelos no mesmo dia requer bastante atenção: tintas semi-permanentes são compatíveis com a química alisadora das escovas (Foto: Instagram @symphanisoto)
  • Escurecer e alisar o cabelos no mesmo dia requer bastante atenção: tintas semi-permanentes são compatíveis com a química alisadora das escovas (Foto: Instagram @symphanisoto)
  • A descoloração dos fios quimicamente alisados pode causar danos graves ao cabelo, por isso, tenha cuidado! Faça sempre um teste nas mechas antes de se aventurar na transformação capilar (Foto: Instagram @_laurenskinner)
  • Quer cortar as madeixas coloridas e alisadas? Prefira aparar as pontas depois dos processos químicos! Saiba o motivo na matéria (Foto: Instagram @alatorreee)

Estar com os cabelos coloridos e alisados pode ser o sonho de muitas mulheres, mas, na prática, a dupla tarefa requer certos cuidados e um acompanhamento mais de perto para que a saúde e a beleza das madeixas sejam mantidas intactas. Sendo assim, na hora de expor as cutículas dos fios ao alisamento e à coloração, quanto mais informação, melhor! Para manter a vida, o brilho e o aspecto saudável nas madeixas, confira a lista com 4 coisas que todas as mulheres que alisam e colorem os cabelos precisam saber para fugir de problemas e arrasarem no visual.

1- Fazer os dois processos químicos no mesmo dia exige atenção redobrada

Otimizar a ida ao salão e fazer alisamento e tintura nos cabelos de uma só vez parece a melhor opção possível, mas é preciso analisar alguns detalhes importantes. Por serem dois procedimentos mais intensos que mexem com a estrutura dos fios, vale lembrar que nem sempre a dobradinha de tratamentos capilares no mesmo dia será uma alternativa segura.

No entanto, existe um cenário em que a química usada nos dois procedimentos não oferece risco para as madeixas: basta que a tinta usada seja do tipo semi-permanente, sem amônia em sua composição. De qualquer forma, fazer o teste na mecha é imprescindível e, sem dúvidas, o melhor caminho para evitar surpresas desagradáveis.

2- Deixe para cortar os cabelos antes de tingir e alisar as madeixas

Se a transformação será completa e o plano é fazer corte, cor e escova progressiva, existe uma ordem indicada para valorizar ainda mais o look. De acordo com especialistas, é preferível aparar os fios após os procedimentos químicos, e não antes. O motivo é simples: esticar e tingir as mechas acaba modificando o caimento e a textura do cabelo, tornando as pontas do fio um pouco mais ásperas. Assim, para que o corte se adeque melhor às mechas e ao novo visual de forma saudável, o corte deve ser feito depois a química.

3- Química e descoloração de uma só vez pode ser mais arriscado do que parece

Enquanto a tintura semi-permanente consegue fazer um trabalho menos invasivo por ser compatível com a química do alisamento, a descoloração, por outro lado, acaba se qualificando como um processo um pouco mais complicado, podendo expor demais as madeixas e oferecer riscos à saúde capilar com o corte ou a dobra química nos fios. Mechas californianas, luzes e o ombré hair, portanto, devem ser feitos com um tempo adequado de distância dos alisamentos - em média, com cerca de 15 dias de espera.

4- Prefira fazer primeiro a coloração e, em seguida, o alisamento

Mesmo que não seja o mais indicado, se depois de fazer o teste e ter certeza de que os cabelos aguentarão os dois procedimentos no mesmo dia, ainda é preciso respeitar um protocolo. O colorista Ale Crema explica que existe uma ordem mais adequada para os dois procedimentos a fim de conseguir melhores resultados. "O ideal é fazer primeiro a coloração e depois o alisamento, porque as progressivas, por exemplo, encapam o fio e tornam o processo mais difícil", conta o expert. 

Temas relacionados
Óleo + Creme de pentear

Descubra os benefícios da misturinha