Beleza Extraordinária

5 mitos e verdades sobre a coloração ruiva: precisa descolorir? Todos os tons de pele ficam bem? Descubra

  • Quer pintar o cabelo de ruivo? Confira 5 mitos e verdades sobre a coloração! (Foto: Instagram @viorosie)
  • Dependendo da base do cabelo e do efeito desejado, dá para deixar os cabelos ruivos apenas com tonalizante (Foto: Instagram @imadamejay)
  • Por conter pigmentos com moléculas maiores, é mais difícil remover o ruivo das madeixas (Foto: Instagram @lilygorath)
Tela cheia
Previous Next
Quer pintar o cabelo de ruivo? Confira 5 mitos e verdades sobre a coloração! (Foto: Instagram @viorosie)
  • Quer pintar o cabelo de ruivo? Confira 5 mitos e verdades sobre a coloração! (Foto: Instagram @viorosie)
  • Dependendo da base do cabelo e do efeito desejado, dá para deixar os cabelos ruivos apenas com tonalizante (Foto: Instagram @imadamejay)
  • Por conter pigmentos com moléculas maiores, é mais difícil remover o ruivo das madeixas (Foto: Instagram @lilygorath)

A coloração ruiva é a principal aposta de quem deseja deixar os cabelos com um visual marcante e cheio de personalidade. Acobreado ou mais escuro, uniforme ou em mechas... não importa: seja qual for a versão em que apareça, o vermelho nos fios ainda é sinônimo de muito poder e estilo. 

Faz parte do time de apaixonadas pela cor e está pensando em investir nela para mudar o look? Então essa matéria é especialmente para você! Confira 5 mitos e verdades sobre a coloração para já tirar todas as suas dúvidas antes da transformação

1 - Todos os cabelos, até os mais claros, precisam passar por descoloração para ficarem ruivos

Mito. O que vai definir se é necessário passar por um processo de descoloração ou não é a base do cabelo. Quem tem os fios mais claros, por exemplo, pode chegar ao ruivo perfeito sem que seja necessário remover os pigmentos naturais das madeixas. 

Mas, como tinta não clareia tinta, vale lembrar que todo cabelo tingido precisa ser descolorido para que seja possível mudar o visual. O processo só não é necessário nos fios que são naturalmente mais claros! 

2 - É possível ficar ruiva com tonalizante

Verdade. Além de dispensar a descoloração, quem tem o cabelo com a base mais clara também tem a vantagem de conseguir ficar ruiva apenas com tonalizante. Por ter uma fórmula livre de componentes mais fortes - como a amônia -, essa é a opção perfeita para quem faz químicas de alisamento ou tem o cabelo cacheado/crespo e tem medo de acabar com a definição prejudicada por conta da tinta permanente. 

Atuando apenas entre as escamas, o produto não afeta a fibra capilar e sai ao longo das lavagens. Por isso, é ideal para quem ainda está na dúvida sobre mudar o look e quer fazer um teste antes de investir em uma transformação mais radical - além de também agredir bem menos os fios. 

3 -  A coloração é uma das mais difíceis de remover

Verdade. Assim como acontece com o preto, o ruivo é bem mais difícil de ser removido por contar com moléculas maiores em seus pigmentos. Apesar da maior dificuldade para penetrar no cabelo - o que faz com que o cabelo acabe desbotando mais rápido no primeiro procedimento -, quando conseguem atingir esse objetivo, elas se fixam muito bem e deixam resíduos que dificultam a remoção. 

4 - O cabelo tem mais chance de cair e ficar danificado com o ruivo 

Mito. Quem investe em tinta permanente - e, principalmente, com uma descoloração prévia - precisa seguir uma rotina de cuidados intensa após a transformação para que o cabelo continue bonito e saudável. Além disso, antes mesmo do procedimento, também é importante apostar em tratamentos para fortalecer a fibra capilar e fazer um teste de toque e de mecha para verificar se a química pode ser aplicada sem riscos. 

A dica é sempre a mesma, seja qual for a cor escolhida para a transformação. É mito acreditar que a chance de danos e queda no cabelo só acontece com quem escolhe o ruivo, por mais que o tom exija um cuidado mais intenso para manter seu brilho e intensidade. 

5 - Nem todos os tons de pele ficam bem com o vermelho

Mito. Além de não existir regra quando o assunto é "estilo" - já que o mais importante é se sentir bem -, não faltam opções de ruivo para valorizar cada tom de pele! O segredo é ficar atenta ao seu subtom para descobrir o vermelho ideal para o seu caso. 

Quem tem a pele clara e rosada, por exemplo, pode apostar sem medo no ruivo quase loiro, enquanto o acobreado é ideal para quem tem o fundo amarelado. As morenas e negras, por sua vez, ficam bem com vermelhos mais escuros - como é o caso do borgonha. 

Redação: Nívia Passos

Temas relacionados
Cicatri Renov de Elseve

Conheça o leave-in de tratamento queridinho da Grazi